2010 ainda não terminou. Não sei como andou o seu plano de leitura neste ano, mas se você ainda tiver fôlego para ler mais um livro, recomendo sem dúvida o livro do pr.Mark Batterson, “Na cova com um leão em um dia de neve” (ed.Vida). Mark é pastor da National Community Church, em Washington. Esse livro foi indicado pelo meu brother Hudson, da comunidade Projeto 242. O foco desse livro é nos lembrar que “Deus está no negócio de elaborar currículos. Está sempre usando experiências passadas para nos preparar para as oportunidades futuras.” Vou citar a seguir alguns trechos desse livro, e se você puder, adquira e devore essa leitura o mais breve possível.

“Tenho uma definição simples de sucesso: faça o melhor que pode com o que tem e onde você está. Em essência, sucesso é obter o máximo de cada oportunidade. Maturidade espiritual é ver e agarrar as oportunidades ordenadas por Deus. Pense em cada oportunidade como um dom de Deus. O que você faz com essa oportunidade é o seu dom para Deus. Estou absolutamente convencido que nosso maior arrependimento na vida será em relação às oportunidades que perdemos. No fim do dia, sucesso equipara-se à boa administração dos recursos de Deus, e a boa administração dos recursos de Deus equipara-se ao sucesso.”

“…as probabilidades impossíveis preparam o palco para os milagres mais incríveis. (…) Talvez Deus permita que as probabilidades contra nós se amontoem para que ele possa revelar mais de sua glória.”

“Nossas orações, com frequência demais, giram em torno de pedir a Deus para diminuir as dificuldades da nossa vida. Talvez nossas situações impossíveis sejam oportunidades para vivenciar uma nova dimensão da glória de Deus.”

“À medida que crescemos em um relacionamento amoroso com Deus, desaprendemos os medos que nos paralisam e nos neutralizam do ponto de vista espiritual. Essa é a essência da fé. Fé é o processo de desaprender nossos medos irracionais.”

“Satanás tem duas táticas principais no que se refere a paralisá-lo do ponto de vista espiritual: desencorajamento e medo. Ele quer que você foque seus erros passados. Por isso, ele é chamado de ‘o acusador dos nossos irmãos'(Ap.12:10). E o resultado final de focar os erros passados é a perda da coragem. A outra tática é o medo. Satanás quer afastar o céu de você. Ele quer colocá-lo sob o seu próprio controle para que você se torne reativo e defensivo. Por isso, ele é descrito como um leão que vive à espreita. E precisamos de um pouco de coragem semelhante à de Cristo para caçar o leão.”

“…preocupo-me com o fato de que a igreja tenha se tornado uma casamata em que procuramos abrigo quando, na verdade, somos chamados a bombardear os portões do inferno. Isso soa seguro? Não posso imaginar uma missão mais ousada nem perigosa.”

“Cada vez que um leão ou urso atacava o rebanho, Davi pegava uma pedra de sua bolsa de pastor, punha no estilingue, fazia pontaria e atirava. E Davi percebe que os leões e ursos foram um exercício de pontaria. Foram treinamentos que aperfeiçoaram sua habilidade de atirador perito preparando-o para seu lance de morte súbita contra o time dos Giants [gigantes], liderados por Golias.”

“…muitas de nossas orações são mal-orientadas. Oramos por conforto, em vez de orar por caráter. Oramos por uma saída fácil, em vez de orar por forças para construir outra saída. Oramos por bônus, quando o resultado poderia ser ônus. Oramos a Deus que nos mantenha fora de covas com leões. Contudo, se Deus respondesse nossa oração, isso nos privaria das maiores oportunidades. Muitas de nossas orações, se respondidas, dariam um curto-circuito nos planos e propósitos de Deus para nós. Talvez devemos parar de pedir a Deus que nos tire de circunstâncias difíceis e perguntar o que ele quer que tiremos de tais circunstâncias.”

A graça dEle te basta!

Anúncios