Desde que tive contato com os livros de Brian Mclaren, tenho devorado tudo que está disponível desse autor. A editora Palavra lançou 3 novos livros dele no final do ano passado.  Estou lendo “Em busca de uma fé que faz sentido”, que é o primeiro volume em parceria com “Em busca de uma fé que é real”. O outro lançamento é “Mais preparado do que você imagina”.

De acordo com a Editora Palavra, “este livro é justamente para aqueles que querem ter uma conversa franca sobre seus conflitos e problemas, em relação à fé, e querem pensar e expor as suas dúvidas e seus questionamentos.” Saiba mais, acessando: www.editorapalavra.com.br ou www.brianmclaren.net

Segue abaixo algumas citações desse livro. DTA!

“A dúvida não é o contrário da fé. É um elemento da fé. Onde há certeza absoluta, não há espaço para a fé.” (p.10 – Steve Chalke)

“A fé envolve admitir com humildade e ousadia que precisamos mudar, que temos que remar contra a maré, que devemos ser diferentes, que devemos lançar sobre as nossas acalentadas ilusões e preconceitos a luz dissonante do questionamento e encarar estas ilusões e estes preconceitos, com franqueza, de forma a descobrirmos novas verdades que possam ser libertadoras, mesmo que sejam verdades difíceis para o nosso ego, ou dolorosas para o nosso orgulho.” (p.18-19)

“(…) as pessoas com boa fé vão, por definição, querer continuar aprendendo, descobrindo humildemente a verdade, em qualquer momento que elas percebam que algumas das suas crenças estão em desequilíbrio, precisando de alguma revisão ou incompletas. Elas vão sintonizar e ajustar continuamente suas crenças de forma que estejam mais alinhadas com o que estiverem aprendendo.” (p.37).

“Se uma idéia (por exemplo, de que Deus existe) não induz à ação (por exemplo, procurar por Deus, orar, monitorar seu próprio comportamento moral ou amar o seu vizinho), ela de fato não pode ser vista como fé… é somente uma ideia. Mas se estamos comprometidos com uma determinada ideia em relação à qual agimos, então ela deixa de ser uma simples ideia. Se estamos comprometidos com ela a ponto de ela conduzir nossa ação – uma ação tão simples quanto ler um livro como este, participar de um serviço em uma igreja, admitir uma falha, aderir a uma associação, demonstrar compaixão a uma pessoa em necessidade ou romper a barreira do medo ou do preconceito – há mesmo uma fé verdadeira em ação.” (p.40)

Anúncios