max lucado(…)”Entrando ele no barco, seus discípulos o seguiram. De repente, uma violenta tempestade abateu-se sobre o mar” (Mt.8:23,24).

Você não gostaria de uma segunda frase mais leve, uma consequencia mais feliz da obediência? ´Entrando ele no barco, seus discípulos o seguiram. De repente, um grande arco-íris apareceu no céu, um bando de pombas voou em uma formação feliz e um mar calmo como vidro espelhava seu mastro.´ Os seguidores de Cristo não curtem um calendário cheio de cruzeiros no Caribe? Não. Essa história dá um lembrete a um só tempo não-tão-sutil e não-tão-popular: embarcar com Cristo pode significar se molhar com Cristo. Os discípulos podem esperar mares violentos e ventos bravos. “Neste mundo vocês terão [não ´podem ter´ ou ´talvez tenham´] aflições” (Jo.16:33).

Os seguidores de Cristo contraem malária, enterram crianças e lutam contra o vício e, como resultado, encontram o medo. Não é a ausência de tempestades que nos distingue e sim quem descobrimos na tempestade: um Cristo imperturbado.

(Max Lucado; Sem medo de viver; Rio de Janeiro: Thomas Nelson, 2009, p.15-16)

Anúncios